Falando um pouco sobre Mielomeningocele.

 

Neste post, conversaremos um pouquinho sobre algumas das principais dificuldades do homem com mielo, no que se refere ao ato sexual.

 

A mielomeningocele é uma malformação congênita da medula que ocorre ainda na gestação. As sequelas mais comuns são a alteração de sensibilidade, paralisia total ou parcial dos membros inferiores e dificuldade no controle de esfíncteres.

 

Uma das principais queixas dos homens são as dificuldades de ereção, ejaculação e orgasmo. Vou me ater a falar somente sobre as duas primeiras.

Pois bem, parte do controle da ereção e ejaculação é feito por áreas específicas da medula, logo, é previsível que está função fique comprometida.

Mas como fazer para melhorar?

 

Eis uma pergunta difícil de responder, pois cada caso é um e responde de formas diferentes, mas seguem algumas dicas:

 

No que se refere à melhora da ereção é preciso que o homem identifique os momentos de “melhor performance” e procure observar quais foram os estímulos que o levaram a esta melhor resposta. Conhecera si e ao próprio corpo é fundamental! Fora isso, os famosos remédios (via oral ou injetáveis) costumam dar uma boa ajuda no desempenho! Anéis e bombas penianas também podem ser grandes aliadas para a melhora da ereção.

 

Para a ejaculação, os recursos são mais restritos. O mais comum é o uso de vibradores na região da glande peniana, períneo ou ânus, o que costumam apresentar resultados, inclusive com a parceira (muitas mulheres adoram  um brinquedinho!)

 

Em muitos homens, o processo de ejaculação fica comprometido por um fenômeno chamado de ejaculação retrograda, onde o esperma acaba indo para a bexiga ao invés de ser direcionado ao canal da uretra, dando a falsa impressão de que a ejaculação não ocorreu. É possível identificar tal acontecimento, observando se houve mudança no aspecto da  urina após o ato sexual.

 

Iniciamos nosso post falando sobre a mielo, mas chegamos a dificuldades muito comuns, pensando nisso, nos próximos posts falaremos mais especificamente sobre cada um dos pontos levantados aqui.

 

Até lá!

 

por Paula Ferrari  em  25/05/15

Imagem retirada do Google

Sinta-se à vontade para participar de forma ativa desta coluna trazendo suas dúvidas. Elas serão respondidas na próxima publicação.

Caso não queira que seu nome apareça, coloque no corpo da mensagem "por favor, não publicar meu nome".

 

Aproveite, tire suas dúvidas e sugira pautas! Sua participação é importante para nós!

© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020