Caroline Marques: Miss Revelação Cadeirante 2015

Decidida e, acima de tudo profissional, a nossa Primeira Miss Revelação Cadeirante Caroline Marques mostra que o mundo da moda inclusiva pode ser fashion, glamouroso e realmente inclusivo quando se dedica a profissão e se apresenta ao mundo com igualdade e, sem dúvida, com muita beleza.

Confira o lindíssimo depoimento de Caroline Marques é a matéria exclusiva da 3ª edição Tendência Inclusiva!

 

Meu nome é Caroline Marques, tenho 33 anos.

 

Estava voltando de viagem com minha familia (mãe, pai e irmão) na Fernão Dias, quando um carro na contramão colidiu com o da minha familia. Meu pai faleceu na hora, eu fiquei em estado gravíssimo, pois fraturei a coluna, fêmur, tive hemorragia interna e fiquei em coma. Minha mãe e meu irmão também se machucaram.

 

Quando voltei do coma, estava em uma outra vida, em uma cadeira de rodas, paraplégica. Eu estava com 9 anos.

Minha vida seguiu normalmente, na escola, em minhas atividades. Minha família e amigos me ajudaram muito, sempre mostrando que a vida continua, e que estar em uma cadeira de rodas não me impossibilitava de fazer nada.

 

Meu sonho era ser dançarina e modelo, eu dançava muito, ficava me olhando na frente do espelho, e pensava:  quando crescer vou ser modelo. Mas a partir do momento que eu me vi em uma cadeira de rodas achei que esse sonho tinha se apagado. Foi quando, uma amiga fez um desfile e me chamou para fechá-lo, mostrando a inclusão. Eu fui meio desacreditando, porque nunca tinha visto uma pessoa na cadeira de rodas desfilar, achei que era um sonho. Foi quando entrei na passarela, e todo mundo levantou e começou a bater palmas. Aí meu sonho começou a voltar, pensei:  Acho que posso sim ser uma modelo.

 

Uma amiga falou que fazia parte de um casting de uma agência que era só para pessoas com deficiência, e perguntou se eu queria fazer parte deste casting. Eu adorei a ideia! Assim conheci a Kica de Castro que fez alguns testes e fui aprovada. Daí então comecei a trabalhar com a Kica e meu sonho tornou-se realidade. Eu agora era uma modelo.

 

Fiz vários trabalhos, eventos, desfiles, editoriais, programas de televisão, jornais, revistas, SPFW, editorial internacional...

 

Pronto estava realizada, tudo que uma modelo desejava eu já tinha feito.

 

O mercado da moda, esta abrindo aos poucos as portas e fazendo a inclusão. Atualmente podemos ver muitas modelos com deficiência sendo reconhecidas pelo seu trabalho. O mercado estava mostrando que existe espaço para diferentes etnias de modelo e que cada uma tem seu espaço. Fico muito feliz com isso, porque antigamente era só um padrão de modelo que existia.

 

Em relação a moda inclusiva, eu acho que precisa melhorar muito. Sou muito vaidosa, fashion e me preocupo muito com o meu visual. Não quero ser diferente de ninguém. Por isso acho que as roupas não tem que ser feitas só para pessoas com deficiência, tem que ser feita para todo público, porém com detalhes que facilite a vida de todo mundo. Porque se você fizer uma roupa só para pessoas com deficiência, você estará excluindo o restante do público, porque ninguém vai comprar, aquelas roupas são SÓ para pessoas com deficiência. E isso não é inclusão e sim exclusão.

 

Meu dia a dia, é como o de todas as pessoas, lavar, passar, cozinhar, arrumar casa, dirigir, fazer tudo que uma pessoa "normal" faz. Estar em uma cadeira de rodas é apenas um DETALHE. 

 

 

 

"Meu sonho era ser dançarina e modelo, eu dançava muito, ficava me olhando na frente do espelho, e pensava quando crescer vou ser modelo" - relata Caroline Marques.

 

Cheguei no auge da minha carreira e realizei mais do que um sonho, fui nomeada a MISS BRASIL CADEIRANTE 2015, a primeira Miss no Brasil. Recebi minha coroa e faixa através do Roberto Sécio que é um Missólogo, Embaixador da Paz, Delegado cultural de São Paulo e Jornalista.

 

Roberto Sécio, desde 2010, estava acompanhando o trabalho de algumas modelos, pois ele queria nomear uma de nós para representar todas as modelos com deficiência no Brasil. Entrou em contato com a agência Kica de Castro e juntos foram escolhendo através dos critérios estabelecidos por ele. E a escolhida fui eu!

 

Quando recebi essa notícia fiquei muito emocionada, contente e feliz! Não sei nem como escrever esse sentimento em palavras.

 

Quero agradecer a agência Kica de Castro, a Pontual Classic que me presenteou com um passeio de limousine pela cidade de São Paulo e ao cabelo e maquiagem que foi feito pelo talentoso André Lima meu maquiador oficial.

 

 

 

Acompanhe os eventos da Miss Caroline Marques em sua fanpage na rede social facebook: 

https://www.facebook.com/Caroline-Marques-Miss-Brasil-Cadeirante-2015/

 

 

Modelo: Caroline Marques

Make Up Andre Lima

Fotos: Kica de Castro 

Expor Manequins - Manequins Inclusivos do Lado B Moda Inclusiva

 

 

 

por Adriana Buzelin em 15/12/14

© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020