Carol Rossetti e sua arte diversa

por Lícia Lima

Carol é designer gráfico e se inspira em seu cotidiano para fazer suas ilustrações. Com o Projeto Mulheres aborda, de forma leve e descontraída,  temas ligados a autoestima e ao universo feminino expondo em vários países. 

Mineira, 26 anos e com um talento diferenciado, Carol Rossetti é formada em Design Gráfico pela Fumec e se inspira no cotidiano para fazer suas ilustrações.

 

E como ela mesma diz: ‘’É só olhar para o lado que vamos encontrar alguém interessante.’’

 

Segundo Carol, o projeto surgiu de forma muito espontânea. Com um amontoado de papel kraft parado no armário, assim como uns lápis de cor antigos, ela resolveu fazer uma experiência, que resultou em um trabalho diferenciado. As ilustrações são todas feitas à mão, com lápis de cor e caneta nanquim sobre papel kraft. Os textos são feitos em nanquim sobre papel branco e eu apenas junto os dois no computador. No começo, escrevia o texto junto com o desenho, mas para facilitar para as traduções,  optou por separá-las.

 

Como já vinha estudando informalmente sobre feminismo, a design optou por desenhar algo com essa temática. E deu certo! Carol fez exposição no Pop Up Art Show for YWCA, em Londres com o coletivo Feminism in London e, mais recentemente, em Bucaramanga na Colômbia, realizada no final de outubro deste ano. Para completar, deve inaugurar uma pequena exposição em Terni na Itália que acontecerá na Casa Delle Donnagora em novembro.

 

Em um mundo moderno, o qual o bullying está presente, causando danos físicos e psicológicos, podemos considerar que o trabalho de Carol Rossetti no ‘’Projeto Mulheres’’ como um todo, tenha um  caráter educativo.

 

De uma forma leve e descontraída a artista registra em seus desenhos temas ligados à autoestima. Cada pessoa tem sua forma de vestir, cortar o cabelo, escolher uma profissão diferente, enfim, há uma diversidade enorme entre nós mulheres e Carol retrata isto com muita arte.

''Este projeto surgiu de forma muito espontânea e despretensiosa'', nunca imaginei nem planejei essa visibilidade incrível''  - diz a designer.

A rotina de Carol Rossetti é desenhar todos os dias para não perder a prática. Ela costumava postar seus rabiscos na página do facebook onde somente seus amigos mais próximos acompanhavam.

 

''Eu já vinha há algum tempo lendo bastante sobre feminismo interseccional, com o qual me identifico bastante, e pensei que eu pudesse traduzir o que eu gosto tanto deste movimento em desenhos amigáveis com mensagens boas. Meu objetivo é sempre mostrar a individualidade e os sentimentos do ser humano mediante as tantas críticas com as quais é deparado ao longo da vida. São críticas em relação às escolhas pessoais, à identidade, aos corpos... São coisas que acontecem com todo mundo, mas acredito que seja de forma muito mais forte, opressiva e cruel com as mulheres. Eu tento falar sobre isso sempre com afeto, evitando a agressividade" - relata Carol Rossetti.

 

Quando perguntamos sobre uma possível exposição no Brasil, Carol respondeu que não seria a mesma exposição, porque esses foram projetos locais, mas adoraria fazer uma exposição em Belo Horizonte, inclusive incluindo um número maior de ilustrações.  

 

Para conferir mais sobre o trabalho de Carol Rossetti ou convidá-la para exposições segue seu contato no facebook. Ou em seu site www.carolrossetti.com.br.

 

 

 

Confira algumas das obras de Carol Rosset:

Fotos: Acervo pessoal da artista

 

 

 

por Lícia Lima em 30/11/14

© Copyright Tendência Inclusiva  2014 / 2020